Postagens

Mostrando postagens de 2017

FOGOS DE ARTIFÍCIO ASSUSTAM SEU CÃO?

Imagem
Fogos de artifício podem ser divertidos para os seres humanos, mas para nossos cães geralmente não.
A reação de pavor e desespero dos cães quando ouvem fogos de artifício se deve ao fato de que possuem uma audição mais sensível do que o homem, além dos mesmos produzirem um odor desagradável, resultando em uma experiência intensa de som e odor.  Durante esse momento pode ocorrer aumento da liberação de adrenalina e cortisol, elevando a frequência cardíaca,  pressão arterial e estresse.   O estresse decorrente dos fogos de artifício é diferente daquele que o seu cão tem com um dia de tempestade, pois nessas condições consegue perceber os ventos e mudanças de pressão. Já com os fogos, o estresse é súbito e leva a reações imprevisíveis.  Alguns cães podem não ter reação de medo com fogos de artifício, talvez porque foram expostos desde jovens e entendem que não é uma ameaça ou ainda tem grande facilidade de adaptação às mudanças das condições externas.  Você pode ir adaptando o seu cão ao…

I SIMPÓSIO DE DOR EM VETERINÁRIA PELA SBED

Imagem
AGORA A MEDICINA VETERINÁRIA TEM UM COMITÊ DE ESTUDOS SOBRE DOR EM ANIMAIS PELA SBED - SOCIEDADE BRASILEIRA PARA ESTUDO DA DOR. 

PARTICIPE! DIVULGUE!



Curso de atualização em dor em pequenos animais

Imagem
Dor aguda. Dor crônica decorrente ou não do câncer..... Opioides, Aines, adjuvantes...... Venha entender um pouco sobre a dor e o seu tratamento em cães e gatos. Saiba mais em: http://www.fisioanimal.com/curso-de-atualizacao-em-dor/
Imagem
A castração  é um método eficaz no controle populacional de cães e gatos, sem comprometer os direitos e  bem-estar dos mesmos. Infelizmente, esse controle populacional precisa ser ampliado, a fim de prevenir que esses animais sejam abandonados nas ruas, sujeitos a maus tratos, atropelamentos, fome e frio, além de serem suscetíveis a doenças graves e de fácil proliferação, como a raiva e a leptospirose, que inclusive são zoonoses. Castrar ou não castrar? Eis a questão....... Desde que realizada por um médico veterinário de confiança e em condições adequadas, com certeza a resposta é SIM para a questão.
Leia um pouco mais sobre o assunto e tire suas próprias conclusões no informativo especial formulado pelo CRMV de São Paulo. E depois converse com o seu veterinário!

http://www.crmvsp.gov.br/informativos/Info_crmv_66.pdf

I CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM DOR EM PEQUENOS ANIMAIS

Imagem
Profissionais e estudantes de veterinária: saibam como identificar, mensurar e tratar a dor em cães e gatos. Seus pacientes agradecem!
Saibam mais em http://www.fisioanimal.com/curso-de-atualizacao-em-dor/


Imagem
Um estudo da Universidade de Oregon está cravando: os gatos não só gostam dos humanos como, pasmem, gostam mais de humanos do que de comida. Será?!



Para provar isso, os cientistas americanos resolveram pegar 50 animais, (vindos tanto de abrigos como de casas) e os isolaram de tudo. Isso significa que os felinos ficaram, por algumas horas, separados de qualquer tipo de estímulo, visual, olfativo, gustativo ou auditivo. Depois disso, os animais eram colocados em uma sala dividida em quatro quadrantes, cada um com uma coisa para chamar a atenção do animal. Em um canto havia um brinquedo do bichano, em outra um lenço com um cheiro que o bichinho gosta, em um terceiro lado havia comida, e, em outra ponta, um humano sentado. Os resultados mostraram que em 50% dos casos os animais preferiram se aproximar da pessoa, enquanto só 37% dos animais preferiram o alimento. 
O estudo ainda apontou que não houve diferenças significativas entre os resultados dos gatos domésticos e os gatos de abrigo, e d…

O VERÃO CHEGOU E COM ELE ALGUMAS PREOCUPAÇÕES QUE DEVEMOS TER COM OS NOSSOS PETS

Imagem
Adoramos o verão! Os nossos pets também! mas devemos ter alguns cuidados para que possam desfrutar o máximo desse período.

O animal submetido ao calor pode ter um quadro de hipertermia (temperatura ≥42), que pode ser ocasionado por insolação ou permanência em ambientes sob o sol forte, como o interior de um carro. portanto, não submeta o seu cão ou gato a prolongados PERÍODOS de incidência dos raios solares, principalmente nos horários mais quentes do dia. nunca deixe o seu animal no carro, mesmo com as janelas entreabertas, pois a temperatura no interior do carro aumenta rapidamente, causando grande desconforto a ele.  o animal pode apresentar febre alta, pele aquecida, aumento dos batimentos cardíacos e respiração ofegante, diarreia, vômitos e alterações da consciência, entre outras manifestações. Diante dessas alterações clínicas, o animal deverá ser rapidamente encaminhado a um centro veterinário para tratamento.
algumas raças de Cães e gatos com o cara achatadinha (pug, boxer, bul…